Postagem em destaque

Reportagem do Portal Mojuí na Íntegra é hostilizada em escola do município

Na manhã de hoje, 11 quando nosso repórter Arnaldo Santos foi à escola Municipal Arthur Calazans no bairro Alto Alegre em Mojuí dos Campos ...

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Prefeito de Mojuí dos Campos assina TAC com MP se comprometendo acelerar a municipalização do transito

Um Termo de Ajustamento de Conduta TAC que foi construído e assinado pelo prefeito de Mojuí dos Campos junto ao Ministério Público do Estado municipal propõe ao poder publico municipal a adequação para o processo de municipalização do transito em Mojuí dos Campos. Em uma das medidas do TAC ficou acordado o prazo de um ano para que o município efetive o processo.
O TAC foi firmado no âmbito do Procedimento Preparatório instaurado pela 9ª promotoria de justiça de Direitos Constitucionais e considerou a necessidade de estabelecer prazo para efetivar as medidas, uma vez que o município já recebeu representante do Conselho Estadual de Trânsito para que adote as medidas necessárias.
O município se comprometeu a proceder com todas as medidas para a municipalização, com apresentação de cronograma ao MP, do início e término do seu cumprimento. O prazo para apresentação do cronograma é de 90 dias, a contar do recebimento das medidas indicadas pelo Conselho de Trânsito.
A necessidade de municipalizar o trânsito foi constatada pelo MP no decorrer do procedimento, que além da falta de cumprimento da legislação, considerou as ocorrências no trânsito, que acarretam consequências na saúde pública, conforme estatística fornecida pela delegacia de Polícia Civil e do Hospital Municipal de Santarém, responsável por atendimento de traumatologia do município de Mojui dos Campos.
O descumprimento injustificado dos compromissos assumidos deve acarretar multa pessoal ao prefeito Jailson da Costa Alves, no valor de R$500,00 por dia de atraso.

FONTE: site do MPE

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Como construímos um projeto open source para monitorar a qualidade d´água

O InfoAmazonia encerra neste mês de dezembro a primeira fase de seu projeto de construir sensores open source. A iniciativa, premiada no Google Impact Challenge Brazil 2014, previa a formação de uma rede independente de monitoramento da qualidade d’água para comunidades urbanas e ribeirinhas da Amazônia.
Descrição: Equipamento instalado no Projeto Saúde e Alergia, em Santarém - Pará.
Equipamento instalado no Projeto Saúde e Alegria, em Santarém – Pará.
No início de 2014, ao pesquisar iniciativas que realizam monitoramento ambiental comunitário, identificamos diversas iniciativas para coletar dados e analisar a qualidade do ar, como o Smart Citizen KitDustDuino, e Air Quality Egg. A única que encontramos focada em monitoramento da qualidade da água foi o Riffle, o que nos estimulou a planejar uma iniciativa com objetivo semelhante, e se tornou inspiração o ponto de partida para o projeto Rede InfoAmazonia.
No primeiro semestre daquele ano realizamos pesquisas preliminares e nos reunimos com especialistas em qualidade da água no Brasil e EUA, para entender o que precisaríamos desenvolver para monitorar a qualidade de vida das populações ribeirinhas da Amazônia. Nos inscrevemos e fomos premiados no Google Impact Challenge Brazil, que viabilizou financeiramente o projeto.
Em julho iniciamos oficialmente sua execução. É importante destacar que o envolvimento do Google foi além do investimento financeiro para o desenvolvimento do equipamento e criação da rede. Durante a execução do Rede InfoAmazonia, contamos com o apoio estratégico de funcionários da empresa e de duas consultorias contratadas por ela, a Sitawi e a Cria Global.
Já no primeiro semestre do projeto, em 5 de setembro de 2014, organizamos uma hackatona sobre monitoramento de qualidade da água, onde abordamos questões como dados públicos e desenvolvimento de hardware open source. Nosso objetivo foi fazer um mapeamento de indivíduos interessados no assunto, bem como aprender com eles. Do evento, saiu o Visaguas, aplicativo que apresenta dados sobre qualidade da água na Amazônia, uma visualização dos dados que analisamos e nos ajudaram a concluir que a região de Santarém seria a melhor para implantação do projeto.
No final desse ano realizamos nossa primeira visita a Santarém, com reuniões com o Projeto Saúde e Alegria (PSA), bem como com as secretarias de Meio Ambiente de Santarém e Belterra. Em março de 2015, a equipe realizou a segunda missão na região, com o objetivo de dar subsídio à população para entender o contexto do Rede InfoAmazonia. Com a mobilização do PSA e das Secretarias de Meio Ambiente, realizamos oficinas sobre “monitoramento de qualidade da água e jornalismo cidadão” para lideranças de sete comunidades ribeirinhas de Santarém, seis na bacia do Amazonas (Pixuna do Tapará, Nova Vista do Ituqui, São José do Ituqui, Pixuna do Tapará, Igarapé da Praia e Castela) e uma do Tapajós (Alter do Chão). Nesta viagem, iniciamos uma parceria com o Laboratório de Mídias Eletrônicas da Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA).
Durante todo esse período, paralelamente às atividades de engajamento, e durante o ano de 2015, realizamos pesquisa e benchmark de outras iniciativas (especialmente o Waspmote Plug & Sense! Smart Water). A criação, desenvolvimento e testes de protótipos do hardware foram realizados em parceria com a Dev Tecnologia. O dispositivo foi finalmente batizado de Mãe d´Água. Nós também desenvolvemos uma plataforma online que recebeu e mostrou dados coletados pelos dispositivos.
Descrição: pastedImage
Site do projeto Rede InfoAmazonia com dados recebidos em tempo real de comunidades e residências do rio Tapajós
Em outubro, realizamos um ciclo de oficinas para formação e promoção do engajamento de voluntários. Realizamos uma formação básica em eletrônica para atrair potenciais interessados tecnologias livres, e em seguida realizamos a apresentação técnica do Mãe d´Água e do funcionamento do equipamento. Coletivamente conseguimos antecipar desafios que seriam impostos no processo de instalação. Também oferecemos uma oficina de jornalismo cidadão para sensibilizar os participantes sobre a importância de utilizar métodos jornalísticos para produção e distribuição de conteúdo.
Dando continuidade à esta terceira missão, realizamos a implantação de equipamentos de monitoramento em 18 pontos, nas cidades de Santarém, Belterra e Mojuí dos Campos. Como parte do processo de apropriação do conhecimento, a instalação foi realizada pelas próprias comunidades sob orientação da equipe do Rede InfoAmazonia. Nesta jornada, produzimos um vídeo para difundir a iniciativa.
Descrição: SaoDomingos(GLeite) (2)
Membros da comunidade de São Domingos na instalação de um Mãe d'Água.
A partir da instalação dos equipamentos nos reservatórios de água na região de Santarém, passamos a acompanhar os dados coletados pelos sensores através do site do projeto. Claramente, os dados coletados remotamente não eram compatíveis com as análises realizadas em laboratório, o que indicou que é necessário mais tempo dedicado a testes de bancada e de campo, a fim de aumentar a confiabilidade dos dados coletados, para que o equipamento possa ser produzido em larga escala.
Durante todo o período do Rede InfoAmazonia, participamos em diversos eventos, apresentando o projeto e aprendendo com iniciativas semelhantes. Entre eles estão o 1° Encontro da Rede Internacional de Monitoramento e Manejo Participativo e do Seminário Internacional de Monitoramento Participativo para o Manejo da Biodiversidade e dos Recursos Naturais Renováveis (SINPAR 2014), em Manaus; o VI Encontro Latino-Americano de Gestão Comunitária da Água em Olmué, Chile; e o Barnraising, organizado pelo Public Lab, em Nova Orleans, EUA. Nesse último, durante uma mesa-redonda sobre equipamentos de monitoramento de qualidade de água, houve um consenso que o Mãe d’Água é o mais completo equipamento open source a realizar essa função.
O período final do projeto apoiado pelo Google foi dedicado a garantir o aproveitamento do legado do Rede InfoAmazonia. Firmamos uma parceria com os institutos de Ciências e Tecnologia das Águas (ICTA) e de Engenharia e Geociências (IEG) da UFOPA, com foco na transmissão de conhecimento e dos equipamentos de monitoramento para que a tecnologia seja incorporada aos seus projetos de pesquisa.
A facilidade de troca e a disponibilização de informação também atraiu pesquisadores do Instituto Federal do Pará (IFPA), da Indonesia Speleological Society, e de outras instituições interessadas em explorar o Mãe d’Água. Entusiastas de vários lugares do mundo estão utilizando e ampliando o conhecimento e tecnologia produzidos nesses dois anos.
Uma vez que a confiabilidade dos dados coletados pelo equipamento seja suficientemente alta, ele poderá ser produzido em escala para atender comunidades em todo o mundo, principalmente àquelas que utilizam fontes alternativas de abastecimento de água.


Acreditamos que nossa contribuição neste período foi demonstrar as possibilidades de utilização de hardware livre e ciência cidadã para cobrir lacunas de informação sobre questões socioambientais. Nossa principal percepção para iniciar o projeto – a de que os habitantes das cidades amazônicas sofrem com um problema hoje invisível – ainda serve de motivação para seguir em frente.
Se quiser se manter saber mais detalhes sobre o Rede InfoAmazonia e seu equipamento, acesse a plataforma online de coleta e visualização dos dados. Se quiser se manter informado sobre o projeto e acompanhar notícias relacionadas, participe do grupo no Facebook.


sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Justiça Eleitoral diploma eleitos em Mojuí dos Campos

Na manhã de hoje os 09 vereadores, o prefeito e vice prefeito eleitos em Mojuí dos Campos no último pleito de 02 de de outubro foram diplomados pela Justiça Eleitoral.
vereador Jamilson, o mais votado 
Em um ato realizado no templo central da Igreja Evangélica Assembleia de Deus com a presença dos eleitos e seus familiares e amigos e representantes da Justiça Eleitoral todos comemoraram o momento que dá ponto de partida para o quinto ano de instalação do município.
vereadores eleitos diplomados
Agora a expectativa dos eleitos é pela posse que deve ocorrer  no primeiro dia de janeiro do próximo ano.
 Já por parte da população resta aguardar um bom trabalho em prol dos mesmos.
Os vereadores eleitos e diplomados foram Gesa do Palhalzinho e Arnaldo Galvão PSC, Teté, Marco Antonio, Izailton e Beto Farinha (PSDB),Suely (DEM), Jamilson (PTN) e Everaldo Camilo (PMDB). Já na prefeitura vão continuar Jalison Alves (PSDB) e Juvenal Arruda(DEM) vice. O novo secretariado ainda não foi anunciado.
Fotos: Arnaldo Santos e Reportagem de Eduardo Enrique.

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Oportunidade de qualificação para o mercado de trabalho

Já está em Mojuí dos Campos Cursos Vale Verde para capacitação de profissionais que queiram atuar nas mais diferentes frentes de trabalho em nossa região.
O  mercado de trabalho requer profissionais qualificados e é isso que o Cursos Vale Verde traz para você, uma oportunidade imperdível.
Aos interessados nos dias 12 e 13, próximas segunda e terça feira, a equipe da Cursos Vale Verde vai estar atendendo na escola Maria do Carmo no Centro da cidade para que você possa efetuar sua matrícula.
Os preços são acessíveis e os cursos tem carga horária de 40 horas

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Moradores de Mojuí dos Campos querem saber que fim levou o projeto de inciativa popular

Lideranças contrárias aos aumentos absurdos dos subsídios de prefeitos, vice-prefeito, secretários e vereadores para os próximos 4 anos aguardam com expectativa a tramitação do Projeto de Lei de Iniciativa Popular entregue no dia 26 de outubro. 
No documento que conseguiu reunir numero suficiente de assinaturas- as lideranças pedem o congelamento dos mandatários pelos próximos 04 anos levando em consideração a crise financeira que o país atravessa e que já afeta o município que não tem outra fonte de receita além dos repasses do Governo Federal.
De acordo com a Lei Orgânica do município o projeto de lei deveria nos dias subsequentes ao seu protocolo ser apresentado em plenário, tramitado nas comissões e aberto espaço para que as partes fossem ouvidas e colocado em votação em um período não superior a 45 dias.
Pela Lei uma vez um projeto de Lei de Iniciativa Popular protocolado na Casa, trava a pauta, impossibilitando outras votações, principalmente aquelas que tratem do mesmo objeto. Mas por desconhecimento ou por conveniência isso não foi obedecida e lei parecida foi votada e o projeto não foi sequer apresentado em plenário.
Hoje 40 dias após o projeto ser protocolado na Casa, nem um sinal foi dado e se for seguir a lei na próxima sessão o projeto deve ir automaticamente para a pauta da sessão, pois já terão ultrapassados os 45 dias. Mas pelo que as lideranças sabem a sessão será para a Homenagem de personalidades do município pela Câmara Municipal.
É de se lamentar que o parlamento mojuiense esteja seguindo a desmoralização do Congresso Nacional e virando as costas para os anseios da população, foi o relato de uma liderança envolvida no movimento.
Por: Eduardo Enrique, Repórter e editor.

Mojuí dos Campos: um legado de história a ser desvendado

Tudo era pra ser uma grande festa, afinal são 106 anos de  fundação de uma cidade construída em um solo fértil pela bravura de retirantes cearenses que encontraram na densa floresta do então planalto santareno um refúgio e um espaço de reerguimento com sombra e água fresca como diz o ditado.
Festa, pois esse povo mostrou nas diferenças a força em busca de um objetivo comum: a emancipação.  Conquista que foi fruto de lutas, reuniões, noites sem sono, mobilizações e doações daqueles que acreditaram em um sonho parecia não se tornar realidade a vista de muitos políticos contrários na época.
Quando destaco a importância de comemoração da data provável da chegada das primeiras famílias a esta localidade (05 de dezembro de 1910) compreendo que é preciso dar atenção para a história a fim de termos com representar nossa cidade. E as vezes achamos que essa seja responsabilidade da Gestão Municipal ou dos legisladores  atuais que não se incomodam com a valorização histórica e cultural do município. Mas nós que tanto nos preocupamos com os rumos do município o que já fizemos ou fazemos para que este resgate seja feito? E nas escolas é dado o devido valor ao assunto?
Que a data (05 de dezembro) não seja apenas um feriado, mais um dia de programação cultural de socialização nas escolas e no demais ambientes públicos para que a identidade nordestina da população, que tanto quer a Festa da Integração seja resgatada, que tanto enaltece a Caminhada de Fé com Maria reconheça que outras denominações religiosas com seus eventos engrandecem a religiosidade local.
Que a história local seja contada não por aqueles que pesquisam ou que nos visitam, mas pelas pessoas que viveram e convivem com a realidade.
De 1910 com a vinda de 50 famílias aos dias de hoje o local se desenvolveu tanto que chegou a ser vila, sede de um distrito e atualmente um município em potencial para crescer.
Quando falo das diferenças unidas em objetivo comum ressalto o que se observou durante o processo de luta pela emancipação da região e tudo começou pelas lideranças da então Vila, que viam e acreditavam na emancipação sua independência e com isso obras de melhorias na saúde, na educação e que a bravura de seu povo que o construiu possa se contada e para isso é necessário que alguém faça.

Que da mesma forma que no passado as diferenças se uniram para construir a história, que as de hoje possam se unir para registrar essa história e que esse grande legado seja desvendado. Afinal valeu a bravura dos retirantes cearenses que encontraram neste lugar um local para recomeçar e realizar seus sonhos. Para muitos Mojuí dos Campos foi a terra prometida conquistada.
Por Eduardo Enrique, Repórter e Editor do Blog

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Homem fica soterrado ao tentar limpar poço

Um homem de nome ainda não revelado está desde as últimas horas da manhã de hoje soterrado em um poço "bocão" na comunidade Mojuí dos Caboclos, em Mojuí dos Campos.
 Pelas informações da Enfermeira Cátia Eleni da Unidade de Saúde de Mojuí dos Campos, o Corpo de Bombeiros está no local para fazer a retirada do homem das profundidades de 16 metros.
A previsão de conclusão da operação para a retirada do homem pode ser a noite de hoje. Todos os esforços estão sendo feitos para que o mesmo seja resgatado com vida.

Mojuí dos Campos se prepara para mais uma Caminhada de Fé com Maria

O povo católico de Mojuí dos Campos recebeu na noite de ontem, quinta feira 01, na praça principal da Cidade da Imagem de Nossa Senhora da Conceição que ficará na Igreja de Sato Antonio de Pádua até o próximo sábado,03 quando deixará a cidade na 23ª Caminhada de Fé Com Maria pela PA 431 e BR 163.
A partir deste sábado ao meio dia começam a chegar na cidade romeiros de todas as cidades da região para esse momento de fé do povo católico.
A questão de saúde e segurança estão sendo tratados com muito cuidado. 
Está proibida a venda de bebidas no entorno da PA 431 e BR 163. Já a parte da saúde vai ficar por equipes de Santarém e Mojuí dos Campos. A equipe de saúde de Mojuí vai fazer pontos de atendimento nas comunidades de Palhal, Boa Fé e Portelinha, além de uma ambulância para acompanhar todo o trajeto.

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Vereadores de Mojuí dos Campos se solidarizam com as famílias das vítimas de tragédia com avião


A tragédia que fez 71 vítimas fatais, com destaque para os jogadores da Chapecoense, time considerado pequeno em uma final de campeonato internacional, chocou todo o país e arrancou uma comoção chegando  até o presidente da República a decretar 03 (três) dias de luto oficial.

Em Mojuí dos Campos os Vereadores não passaram despercebido diante da comoção nacional  e fizeram um minuto de silencio durante a sessão e ainda deixaram o pavilhão nacional a meio mastro, em sinal de respeito e honra as vitimas, em sua totalidade trabalhadores, sonhadores em busca de vitórias.
O Blog também se solidariza as famílias que tiveram essa trágica perda.
Com foto e informação de Arnaldo Santos.

Vereador de Mojuí dos Campos gritou,gritou e vai sair gritando sem ser ouvido

Desde que comecei a acompanhar as sessões na Câmara Municipal de Mojuí dos Campos em agosto de 2014, notei a forma isolada como o vereador  Vanderlei Baú ( PSDB) se comportava ao usar a tribuna diante de seus pares. As vezes não dava pra entender se atacava ou se defendia o governo do qual seu partido faz parte.
Mas a época e agora posso concluir que dentro de si Vanderlei tinha (ou tem) um anseio de lutar pelo povo que o elegeu.
Mas talvez por está dentro de um governo que pouco o ouviu, ou o valorizou não pode se destacar o que refletiu no resultado do pleito eleitoral que não conseguiu sua reeleição.
Talvez se tivesse tido coragem e engrossado a voz teria saído do partido e se fortalecido e se firmado como grande liderança do Solidariedade, SD, em Mojuí dos Campos.
foto de Arnaldo Santos. 
O vereador sempre foi porta voz na Câmara das comunidades que precisam de pontes como no caso do Garrafão, como fez na sessão de hoje mais uma vez. Infelizmente vereador quatro anos já se forma praticamente, agora só resta ao senhor saber como vão ficar as articulações e se pelo menos como gratidão pelas aprovações grotescas em favor do Governo sejam recompensadas nos próximos quatro anos.
Por: Eduardo Enrique, Repórter e Redator

PVV uma causa em favor da população carente da região

Um projeto que não tem fronteiras de municípios e vai a toda a localidade, até aquelas mais longínquas levando sempre uma mensagem de que as coisas podem ser melhor se todos fizerem alguma coisa útil. 
Assim segue o Projeto Visão para a Vida, PVV, que tem a frente o profissional Luiz Abreu, conhecido por muitos como Neném da Ótica com uma equipe de primeira que buscar viver a realidade das pessoas pelas comunidades por onde passa.
foto de Luiz Abreu em uma ação
O projeto que iniciou em comunidades ribeirinhas do município de Santarém e que avançou para comunidades dos assentamentos de reforma agraria e planaltos de Belterra e Mojuí dos Campos tem sido muito requisitado devido seu comprometimento social.
Além das consultas de vistas por um preço acessível, o atendimento ainda leva escovação dentária, palestras e a melhor de pagamento para a pessoa que precisa de um óculos adquirir o seu.
O projeto é tocado pelo esforço de Neném de seus colaboradores. Em outra oportunidade já foi até apresentado a Prefeitura de Mojuí dos Campos, para que se tornasse uma ação constante nas comunidades da Santarém-Jabuti, Assentamento PA Moju I e II e comunidades no entorno da cidade, como também nos rios Curuá Una e Moju, ou seja, que as despesas fossem custeadas pelo município em favor das populações carentes. Mas segundo Neném nada foi feito,mas a luta continua em favor da causa abraçada.

Numa tentativa de salvar o projeto e consolidá lo em Mojuí dos Campos, Neném se lançou candidato a vereador na última eleição, mas não recebeu apoio nem da chapa que apoiava para majoritária e nem da população que em tantas vezes não reconhece o valor daqueles que realmente trabalham pelo bem da coletividade. Relembrou Neném em uma conversa com a redação.
Por: Eduardo Enrique, repórter e redator

Pra Mojuí continuar bem a educação não precisa de remendos.

foto tirada por mãe de aluno
É o que mostram fotos enviadas ao blog por uma mãe de alunos da escola Raimunda Queiroz no bairro Cidade Alta em Campos. Os alunos do 1° não puderam estudar por que em pleno dia letivo alguns remendos com cimento estavam sendo feitos no piso da sala de aula da turma. Segundo a informante que não quis se identificar por medo de represálias era o vigia do educandário que estava fazendo o remendo. Desconhecendo de quem partiu a brilhante ideia em dar comodidade aos estudantes, observa - se que educação no município anda bem distante da dedicação do gestor municipal. Se foi da direção da escola, talvez não cobra da Secretaria, por medo de perder a função que ocupa, que diga-se de passagem em Mojuí dos Campos a gestão democrática parece longe de acontecer. Se foi da Gestão Municipal mostra a capacidade que tem e a responsabilidade com os munícipes, principalmente com os pequenos estudantes que são o futuro-presente.
foto tirada por mãe de aluno
Essa escola, umas das maiores da cidade, com  grande número de alunos tem salas de aulas improvisadas em um casebre de madeira que segundo professores nos confidenciaram é bastante quente por ficar por traz do prédio oficial e fica a pergunta: Até quando vão tapar o sol com a peneira? Ou está tudo bem mesmo senhores gestores e legisladores mojuienses?
Pelas informações coletadas pelo Blog os pequenos estudantes inocentemente aproveitaram o omento para deixar suas marcas nos remendos, talvez achando ser uma grande que obra em sua sala e que precisavam comemorar serem atendidos e por isso tinham que deixar as marcas de seus pés.
Que a educação não é prioridade no município, já se sabe pelo desrespeito aos trabalhadores que reclamam de seus repasses previdenciários , de salários, décimo terceiro e férias com atrasos, sem contar com o repasse sindical que mesmo aparecendo em prestação de contas não caía na conta da entidade representativa, que para o Governo Mojuiense não representa a classe, mas o descaso com os espaços educacionais é inadmissível, principalmente quando não se tem a atuação do Conselho de Controle, que em sua maioria faz vista grossa diante das situações vistas e denunciadas, não sei por conveniência ou desconhecimento de seu papel.
Os pais que já não acreditam muito nos políticos esperam que pelo menos os conselhos de controle social, que não deveriam ser ocupados por subordinados aos governos, possam desenvolver um trabalho de responsabilidade, forçando o próprio governo a deixar uma boa marca no município.
Por: Eduardo Enrique. Repórter e Redator

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Nos deixa Djalma, um ícone do esporte santareno e do Oeste do Pará

O professor de Educação Física e desportista santareno Djalma Lima, 67 anos, morreu por volta de 11:30 da manhã de hoje, 29, em Manaus depois de sofrer complicações pós-cirúrgica a que foi submetido há cerca de 3 semanas, para corrigir algumas falhas no músculo cardíaco.
Djalma Lima era proprietário da Academia Djalma Lima, referência na formação de atletas de alta performance. Foi professor em várias escolas públicas de Santarém.Como árbitro Djalma também ficou conhecido no mundo do futebol santareno e regional coordenando campeonatos de futebol amador.
Djalma nasceu em 10 de maio de 1949, filho de Manoel Lima e Maria de Nazaré de Sousa Lima. Formou-se pela Escola Superior de Educação Física do Pará, com especialização em Saúde e Desporto pela UEPA.
Chegou a ser professor técnico da Escolinha de Natação da Tuna Luso Brasileira, professor técnico da Escolinha de Natação do Clube do Remo, professor técnico de Recreação e Desporto na Penitenciária Fernando Guilhon e trabalhou como árbitro em várias modalidades esportivas. Era uma referencia no desporto em Geral.
Djalma Lima colaborava com a Rádio Rural de Santarém na coordenação da Corrida do Círio que este ano ocorrerá no dia 08 de dezembro.

http://oglobo.globo.com/esportes/aviao-com-time-da-chapecoense-cai-na-colombia-mais-de-70-mortos-20556992

http://oglobo.globo.com/esportes/aviao-com-time-da-chapecoense-cai-na-colombia-mais-de-70-mortos-20556992

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

CRAS de Mojuí dos Campos precisa alcançar meta de familias cadastradas para ter acesso a novos serviços

foto: site PMMC
Há um ano e três meses foi inaugurado o Centro de Referencia da Assistência Social CRAS de Mojuí dos Campos e a implementação de algumas politicas já são visíveis no novo município principalmente na cidade como confirmou ao Blog Mojuí na Íntegra, Raimundo Élisson coordenador do Centro destacando que já estão disponíveis a população: atendimento psicológico, atendimento social, serviço de convivência e fortalecimento do idoso, acompanhamento familiar, encaminhamento para as redes sócio institucionais e sócio assistenciais e inclusão do CAD-Único, mas ressaltou que outras politicas precisam ser implementadas no município e para que isso aconteça é preciso que o Centro alcance a meta de 500 famílias cadastradas, considerando que o mesmo é de pequeno porte.
O coordenador fez um apelo as famílias mojuienses, principalmente aquelas beneficiárias do Programa Bolsa Família:"procurem o Centro para realizarem seus cadastros e assim puderem contribuir para que o município consiga acessar outros serviços como oficinas geradoras de renda,convivência de vínculos para criança e adolescentes,colonias de ferias, atividades poliesportivas e tantas outras que possam aparecer" ressaltou Raimundo.
O CRAS funciona de segunda a sexta feira de 08:00 (oito horas) as 16:00 (dezesseis horas) e fica localizado na rua Ruy Barbosa no Centro de Mojuí dos Campos.
Até o momento apenas 260 famílias já forma cadastradas no CRAS  e a coordenação está aproveitando as ações intersetoriais da Prefeitura para levar a informação e fazer o cadastramento:"terça feira (29/11) uma equipe vai estar em uma ação na comunidade Garrafão na PA 431 para levar os esclarecimentos e cadastrar novas famílias", assegurou Raimundo.
Para fazer o cadastro são necessários comprovante de residencia, documento de identidade e o Numero de inscrição social, NIS.
Por: Eduardo Enrique

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Empresa disponibilizará ônibus extras para Mojuí dos Campos no dia do Círio da Conceição

Domingo dia 27 de novembro dia de celebração do povo católico de Santarém. É o dia do Círio de Nossa Senhora da Conceição padroeira da Diocese de Santarém, e os católicos de Mojuí dos Campos vem para este grande momento de fé e devoção a Mãe de Jesus.
E para que a esses devotos possam ir e voltar tranquilos a empresa PEPA que faz a linha intermunicipal vai disponibilizar de ônibus extras como informa uma nota fixada nos coletivos.
Ônibus da Empresa Pepa
Pela nota esses ônibus extras serão no horário de 06 (seis) e 07(sete) horas da manhã saindo de Mojuí dos Campos para Santarém com retorno as 12:10 (doze horas e dez minutos) e as 12:40 ( doze horas e quarenta minutos). 
O Blog Mojuí na Íntegra entrou em contato com o proprietário da Empresa Daniel Ribeiro por meio de watts app e o mesmo informou que os extras não vão tirar os ônibus do horário da tabela da ARCON, ou seja tanto as 07( sete) horas da manhã como as 12:40 (doze horas e quarenta minutos) vão ter dois ônibus a disposição do usuário.
Empresário Daniel Ribeiro
Para o empresário a empresa cumpre mais uma vez seu papel social e de responsabilidade com o bem estar da população mojuiense usuária do transporte intermunicipal possibilitando que devotos de nossa Senhora da Conceição possam vir a Santarém participar do Círio tranquilos e certos de que terão transporte suficiente para retornar a cidade de Mojuí dos Campos. 
Essa iniciativa vem suprir a necessidade do povo católico mojuiense e da PA 431 que todos os anos vem a Santarém participar deste momento de fé e devoção a Mãe de Jesus e no seu retorno principalmente ficam a espera por horas de transportes para retornarem as suas casas, pois ao domingos a tabela da ARCON tem um horário diferenciado de circulação.
Por: Eduardo Enrique

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Gelo de escama está matando de câncer de estômago a população.

Temperatura a cada ano aumentando e a melhor maneira de refrescar é tomando uma água gelada. E no interior onde não tem energia elétrica ou ainda não deu para compra uma geladeira? A saída é gelo. E qual gelo? O de escama. É mais barato.
E esse consumo que a cada dia aumenta estar contribuindo para o auto índice de pessoas acometidas de câncer na região.
foto: Eduardo Enrique
Essas informações foram repassadas ao Blog de forma preocupante por Raimundo Ferreira da Divisão de Vigilância Sanitária- DIVISA.
Para o servidor isso acontece devido o uso de aditivos acima do normal na produção do gelo. E isso não é aceitável  pelo organismo do ser humano, pois já foi constatado pela DIVISA em algumas ações.
"Com as ações já chegamos até a fechar algumas fabricas visando melhorar a produção do gelo de escama. O que foi ainda recomendamos é o gelito que usa os aditivos de acordo com as normas de produção estabelecidas, relatou seu Raimundo destacando a amônia e a barrilha como aditivos usados além do que é suportável ao organismo humano.
Os resultados de estudos já forma repassados ao MP e a DIVISA tem papel de alertar a população principalmente a ribeirinha grande consumidora de gelo de escama.
Além do uso na água consumida para matar a sede, o gelo também é usado para a conservação de peixes e a água do degelo acaba entranhando no peixe e o deixa contaminado.
Nas embarcações que fazem linhas na região o gelo de escama também é bastante usado para servir água gelada e para isso os responsáveis pelas embarcações despejam o produto diretamente nas garrafas com água.
"A população tem que ter cuidado para evitar problemas d saúde futuro, pois os médicos da região ainda não conseguem dar diagnostico quando um paciente se queixa de problemas estomacais sobre a origem de uma gastrite ou ulcera e acabam sacrificando a farinha de mandioca e seus derivados quando na realidade e quando na verdade é o gelo de escama o responsável por tais doenças", finalizou Raimundo Ferreira.
Por: Eduardo Enrique

Lideranças do Lago Grande discutem melhorias para os transportes fluviais e terrestres da região

No último sábado lideranças comunitárias da região do alto Lago Grande estiveram participando de uma reunião na sede da Central Lago na Vila Curuai proposta pelo Conselho Municipal de Transporte de Santarém a pedido do STTR por meio de seu vice presidente Edilson Silveira seu representante no Conselho.
Além de membros do Conselho, participaram da reunião representantes da Câmara de Vereadores, da Divisa, do Detran, do Conselho Tutelar e da SMMT.
Durante a reunião as lideranças esporam as dificuldades que enfrentam tanto pela Rodovia Estadual Translago como pelo rio ao viajarem no trecho comunidades/Santarém.
Diante das reclamações dos comunitários o Conselho encaminhou que o DETRAN deve fazer diligencias educativas na PA 257, a Translago com outros órgãos de segurança para coibir o uso de motocicletas sem capacete ou furtada ou ainda em atraso. Também outra discussão que deve acontecer será com relação aos preços de passagens nas embarcações, que deve ser discutido pelo Conselho junto com as comunidades.

Para Edilson Silveira mobilizador da reunião o primeiro passo foi dado e as autoridades  e o próprio conselho viu de perto os problemas enfrentados pelos moradores. 

Além do transporte outras situações como falta d'água potável, vulnerabilidade infantil, trafico de drogas, falta de segurança e outros problemas foram relatados.
Com relação ao fiscalização que é de responsabilidade do DETRAN, ficou certo que a associação deve requerer através de oficio para que o órgão possa realizá-las e que as mesmas só serão possíveis a partir do próximo ano.

Por: Eduardo Enrique

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Plenário da Câmara é invadido por manifestantes e sessão é suspensa

A aprovação do subsídio do executivo mojuiense ainda pode ganhar outros capítulos.

foto: Arnaldo Santos
A aprovação dos subsídios do prefeito, vice-prefeito e secretários de Mojuí dos Campos com a diminuição nos valores propostos pelo projeto original para os vereadores que apoiam a atual gestão pode ter sido um ponto final ao rebuliço que o tal projeto que deveria ser de iniciativa do Executivo fez no município ao ser apresentado pelo vereador mais querido do prefeito, o vereador Teté já para os contrários muitas águas vão rolar e pode ganhar novos capítulos.
Isso tudo pela sequencia de erros viciosos que o projeto passou ao tramitar nas comissões e no plenário da Casa.
Ao tomar conhecimento da tentativa de agraciar o prefeito, as lideranças se organizaram e conseguiram assinaturas suficientes para protocolarem na Câmara Municipal no dia 26/10  um projeto de iniciativa popular cujo conteúdo pede o congelamento nos subsídios de vereadores, prefeito, vice prefeito e secretários justificado pela recessão que o pais atravessa.
Segundo as lideranças o projeto teria que estar na pauta na próxima como prioridade de acordo com a Lei Orgânica do Município,e que uma vez tendo um projeto de contra ponto ao que está em tramitação tudo deve ser parado e primeiro analisado o de iniciativa popular o que não aconteceu por ser vontade da maioria dos vereadores agraciar o prefeito.
Sem respeitar a Lei Municipal "o projeto de gratidão" foi posto em votação na sessão do dia 09 de novembro tendo como contrário o Vereador Bazinho PT que chegou até pedir visto, ato que retiraria por lei o projeto de pauta para que voltasse em uma outra sessão, o que não aconteceu. Pois em um ato arbitrário da presidência da Casa a sessão foi apenas suspensa por 20 minutos e ao retornar o projeto já entrando em votação. O vereador ficou sozinho tentando impedir tal aberração, mas segundo os presentes no plenário não recebeu nem o apoio de seu colega de partido, o vereador Pedrão, presidente da CCJ que achou por bem se calar ( quem cala consente).
O aumento de gratidão foi aprovado e o Projeto de iniciativa popular protocolado na Casa, por que não foi apresentado em plenário e nem colocado em pauta pela Mesa Diretora?
Após o protocolo de um Projeto de iniciativa popular este deve ser discutido e tramitar e ser votado em até 45 dias, 20 dias já  se passaram, e o projeto estar esquecido. Após os 45 dias se o mesmo não tramitar ele deve entrar em pauta na sessão seguinte para votação tendo como defensores um dos cinco primeiros assinantes do Projeto. 
Caso a Câmara venha a desrespeitar mais uma vez a vontade da população, a sociedade civil organizada deve acionar o MP, para questionar esses desrespeitos da Câmara Municipal que a cada votação em favor do prefeito vem rasgando a Lei Orgânica Municipal.
As aberrações que vem ocorrendo no legislativo municipal ainda podem ter uma reação popular e ter intervenção da justiça ou mesmo da própria população mojuiense que está acordando.



Núbia Angelino: "acredito que não mais disputarei cargo eletivo e lamento o resultado da votação"

Em entrevista exclusiva ao Blog Mojuí na Íntegra a ex vereadora Núbia Angelina de Santarém (PMDB) e que disputou pela segunda vez uma vaga a Câmara do recém criado município de Mojuí dos Campos respondeu aos questionamentos da reportagem.
foto: Eduardo Enrique
Núbia citou que ficou satisfeita com  a votação que recebeu ressaltando que foram votos conquistados resultado da confiança que os eleitores tem pela sua pessoa:" meus votos não foram comprados e nem induzidos foram votos conscientes", frisou a ex parlamentar.
Diante da situação Núbia acredita que não voltará mais a disputar cargo politico, mas como o dia da amanhã só a Deus pertence não pode afirmar, e lamentou o aumento de eleitores em Mojuí dos Campos que em grande parte são de Santarém ou de outros municípios que acabou colaborando para a eleição de pessoas que não tem nenhuma identidade, nunca vieram ao município e desconhecem a realidade do município e foram bem votados. Reiterou ainda que esse aumento no eleitorado fez manter por mais quatro anos um grupo político sem planejamento e objetivos criticando veemente o aumento no eleitorado:" muitos políticos não tem responsabilidade, não tem compromisso com o povo, principalmente os mais pobres e acaba fazendo esse tipo de coisa( transferência de títulos eleitorais) em benefício próprio" desabafou.
Núbia foi detentora de 04 mandatos em Santarém e carrega consigo uma larga experiencia parlamentar por isso foi questionada o que esperar da legislatura a partir do próximo ano e do mais votado que era de sua coligação o jovem empresário Jamilson Frota PTN (1204 votos) e com sua humildade mostrou que espera que façam um bom trabalho, mas que ainda tem dúvidas, pois fazer politica e legislar é muito difícil, principalmente com uma Câmara onde a maioria é do lado do prefeito.
Mas que o jovem vereador possa exercer seu mandato com cuidado e em prol da população, tendo cautela e que possa denunciar os desmandos desse governo e citou exemplos do desgoverno:
Macas do HMMC abandonadas
" A saúde em nosso município está doente, o Hospital que nós fizemos com tanto sacrifício equipamos e deixamos prontinho pra funcionar está lá se acabando abandonado. O sonho era que com a emancipação fosse colocado pra funcionar pelo menos com os primeiros socorros, mas pelo contrário só destruíram o trabalho feito pela população, total falta de respeito",denunciou Núbia que lembrou ainda que a construção foi possível pela Associação de Moradores, Luizinho, Núbia, o saudoso Manoel Fernandes, o ex deputado Antonio Rocha, o ex governador Almir Gabriel(in memorium) e que o primeiro prefeito de Mojuí dos Campos só teve a audácia de destruir, resultado de uma gestão inoperante.
escola de uma comunidade
Outro exemplo da ex parlamentar é o trato com a educação mojuiense que tem deixado muito a desejar pois há crianças sem transporte escolar e sem merenda de qualidade, há escolas funcionando em barracos de chão batido com cobertura de cavaco." Pra onde vai o Fundo de Participação dos Municípios, FPM? Questionou Núbia.
Pra finalizar Núbia Angelino pediu espaço para lembrar sobre o histórico de emancipação de Mojuí dos Campos, principalmente das pessoas que dedicaram seu tempo por mais de 10 anos para que essa melhoria a população chegasse. Citou parabenizando o professor João Mendes que presidiu a Comissão de Emancipação e que hoje está esquecido e abandonado e a ele não é dado nenhum valor. Mas para Núbia João Mendes é a pedra fundamental da emancipação.
"Diante da recessão que passa o país não espero muita coisa da próxima gestão do atual prefeito que não teve responsabilidade na primeira, não construiu nenhuma creche e não fez nenhum planejamento gastando de forma desordenada e que portanto não merecia ter um novo mandato pois não tem amor por Mojuí dos Campos, mas o povo esqueceu todo o sofrimento e acabou o reconduzindo ao cargo então ti digo 'o povo tem o Governo que merece", sintetizou Núbia Angelino.


terça-feira, 15 de novembro de 2016

I Jantar da Comunicação pela Radio Comunitária Mojuí

foto: Eduardo Enrique




O evento organizado pela Associação Comunitária para o Desenvolvimento Sustentável de Mojuí dos Campos foi um sucesso e era visível nos olhares dos idealizadores a satisfação com a presença das pessoas sobretudo dos Bairros Cidade Alta I e II que vieram para o I Jantar da Comunicação na noite do último sábado 12/11 nas dependências do Centro de Evangelização São Pedro.
O evento também marcou o encerramento da campanha Mojuí no Ar, você pode ajudar. Campanha que tinha por arrecadar recursos financeiros para custear apoio o andamento do processo de regularização junto ao Ministério das Comunicações.
Já o Jantar tinha objetivo de conseguir recursos financeiros para a aquisição de equipamentos que possibilitem a melhoria do sinal da emissora que deve operar em fm assim que obtre outorga do Ministério das Comunicações.
A equipe de participa das oficinas de Comunicação estiveram presentes, além de pessoas da musica local como o cantor e compositor Anselmo Correa e o pioneiro em publicidade Luis Ramos. 
O evento teve animação do cantor Bosco dos Teclados e grande participação de pessoas que acreditam na iniciativa de comunicação comunitária.
Por: Eduardo Enrique

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Diretores Regionais do STTR de Santarém reúnem com Diretoria Executiva no Centro de Formação Chico Roque


foto:Eduardo Enrique
Os diretores regionais do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Agricultores e Agricultoras Familiares de Santarém – STTR estão reunidos com a diretoria executiva no Centro de Formação Chico Roque na Comunidade São Braz na Rodovia Estadual Everaldo Martins a PA.
O encontro obedece a uma agenda da nova diretoria executiva eleita em julho deste ano em reunir com os novos diretores regionais eleitos em agosto e inicio de setembro e empossados no fim daquele mês.

foto: Eduardo Enrique
“O objetivo do encontro é repassar informações pertinentes à entidade sindical como bandeiras de lutas e buscar o fortalecimento dos companheiros e companheiras para o enfrentamento contra aqueles que tentam suprimir a classe trabalhadora rural” relatou Manoel Edivaldo – Presidente do STTR

O encontro iniciou nesta segunda-feira 14/11 com a presença de 17 dos 26 diretores regionais atuais e com 07 dos 09 diretores executivos  e vai até amanhã terça-feira 15/11.
Por: Eduardo Enrique

domingo, 13 de novembro de 2016

Carreata marca inicio de comemoração de 85 anos da Assembleia de Deus em Mojuí dos Campos

Na tarde desse sábado 12/11 centenas de pessoas foram as ruas da cidade Mojuí dos Campos em carros e motocicletas na Carreata que marcou o inicio das comemorações dos 85 anos da presença da Assembleia na cidade.
carreata passando na rua Almirante Barroso em frente  ao Centro de Evangelização São Pedro no Bairro Cidade Alta II. FOTO: Eduardo Enrique

A carreata que saiu do campo do Bairro Vila Nova passou pelas principais ruas dos bairros mojuienses e encerrou no Campo Nogueirão no Centro da Cidade onde vai acontecer shows e pregações.
A festa de Comemoração dos 85 anos da igreja vai até o dia 21 deste mês com muitas pregações
Por: Eduardo Enrique

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Oriximiná sedia Encontro de Raízes Negras

foto: Ítalo Sousa
A cidade de Oriximiná no Oeste do Pará amanheceu mais feliz para acolher os participantes do X Encontro Raízes Negras do Baixo Amazonas que vai iniciar na tarde de hoje e vai até o próximo domingo dia 13/11 

foto:Ítalo Sousa
Durante esses dias os participantes vão debater o tema: quilombo: espaço de luta por direito e o lema vida, dignidade e respeito.
A partir de três horas da tarde de hoje os participantes deverão iniciar seus credenciamento
Como o encontro vai ocorrer no Clipe Santo Antonio as cinco horas da tarde os folões vão fazer a levantação do mastro, na Praça de Santo Antonio, que ficará até o final do encontro
a abertura oficial vai ser por volta de oito horas da noite. Para Ítalo Sousa um dos mobilizadores do Encontro está na hora das populações negras se juntarem para defenderem seus direitos e suas terras.
foto: Ítalo Sousa
" está na hora de lutar para garantir que nossos direitos sejam respeitados" frisou Ítalo.
A realização do Encontro é Comissão Pastoral da Terra, CPT  e da Pastoral Social da Diocese de Óbidos.
E tudo indica que a Cidade de Oriximiná foi escolhida pelo número de quilombos e suas lutas para permanecerem na terra desde o inicio da exploração de minérios as margens do Rio Trombetas que acabou expulsando muitos moradores e extinguindo comunidades.